Notícias

Hidrômetros em lugares fora de alcance dificultam trabalho de fiscais

MANHUAÇU (MG)- Durante o trabalho mensal dos fiscais do SAAE, muitos imóveis são encontrados fechados, ou com hidrômetros em difícil acesso, tanto em Manhuaçu quanto nos distritos. O não acesso aos domicílios prejudica a leitura do hidrômetro no qual é realizada a medição do consumo de água. Por este motivo, a Autarquia precisa gerar média do uso de água para ter um parâmetro quanto à quantidade do líquido utilizada nessas casas.

De acordo com o Chefe da Seção Comercial, Geraldo Vinício,quando os funcionários não conseguem executar a leitura, é calculado uma média baseada em consumos anteriores (de três meses) ao consumidor. Por exemplo: Se o consumo da pessoa teve uma média nos últimos três meses de 20 mil litros, mas o usuário consumiu, na verdade, 25 mil litros de água, aquele excedente ficará pra quando o fiscal conseguir fazer a leitura no imóvel. Se ficar cinco meses sem fazer a leitura, o excedente será cobrado na conta em que a leitura tiver sido realizada. “Por isso, às vezes, os consumidores não compreendem quando valores excedidos são cobrados na conta de água. É claro que os problemas podem ser diversos, vazamentos internos são um deles, mas a leitura não praticada resulta em problemas tanto para a Autarquia, quanto para o usuário.”

Vinício ainda explica que, ao contrário de uma média elevada, pode acontecer de o consumidor gastar menos do que a média lançada. “Quando ocorrer desta forma, após o fiscal conseguir efetuar a leitura, o saldo da conta será negativo ou inferior ao que é de costume.”

AVISO NA CONTA DE ÁGUA                                          

O chefe da seção esclarece que, após 30 dias, caso o fiscal não consiga fazer a leitura do imóvel, um comunicado é emitido na própria conta, avisando o consumidor sobre o motivo da falta de leitura no hidrômetro. “Sempre comunicamos na parte inferior da conta, onde temos os espaços para avisos.”

De acordo com o Diretor do SAAE, Luiz Carlos de Carvalho, os proprietários de imóveis que possuem hidrômetros no interior de sua residência podem procurar o escritório da Autarquia e solicitar informações sobre a mudança de padrão. “O modelo adotado pela empresa, criado conforme resolução da Agência Reguladora, é assentado na frente do imóvel,” explica Luiz.

SITUAÇÕES

Outra situação que dificulta o trabalho dos leituristas é a existência de animal bravo em algumas residências. Segundo Luiz Carlos de Carvalho, é importante lembrar que, através de decreto já estabelecido, o SAAE tem livre acesso ao hidrômetro, podendo fazer, sem consulta, as verificações necessárias. Por isso a importância do mesmo seguir o padrão do Abrigo Modelo. “Além disso, a presença do fiscal ajuda a alertar os proprietários sobre vazamentos ou anormalidades que aumentem a conta de água”, destaca o diretor.

Assessoria de Imprensa- SAAE Manhuaçu

© 2019 Manhuaçu . TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.